Antes de mais nada, aquele arranque de arrepiar, velocidade suficiente para sentir o vento gelado na estrada e um ronco de respeito, daqueles que pode ser ouvido à distância: se você é um amante de motocicletas, com certeza já se perguntou qual é a moto mais cara do mundo e o que faz dela tão especial. 

Por isso, neste artigo conversamos sobre as 10 candidatas ao cargo de moto mais cara do mundo em 2021, as marcas às quais pertencem e as características que garantiram a elas este posto. Acompanhe!

 

A moto mais cara do mundo em 2021: as 10 primeiras do ranking

10. Ducati Desmosedici D16RR NCR M16 – US$ 232.500,00

Essa Ducati Superbike foi criada para replicar as motos de corrida, como a antiga Ducati Desmosedici RR. Porém, ela conseguiu ficar ainda mais rápida, graças à aplicação de fibra de carbono no quadro, nas rodas, no paralamas, no guidão, no tanque, entre outras partes.

Em resumo, o uso intensivo desse material, somado ao titânio nas peças mecânicas, permitiram que esta Ducati Superbike ficasse com apenas 145kg de peso, um valor impressionante e que só tem a somar na agilidade da moto. 

Por fim, ela ganhou também um motor V4, já famoso para uma Ducati Superbike, de 990 cilindradas, com uma potência máxima de quase 200 cavalos. Nada mal, não é mesmo?

9. Hollister Excite US$ 250.000,00

Potente e bonita: essa é a combinação vencedora que caracteriza esta marca alemã. Criada em 2003, a Excite leva nada menos do que 6 meses para ser fabricada, o que significa que a sua capacidade de produção é de no máximo 20 motos desse modelo por ano.

8. Ecosse Titanium Series FE TI XX – US$ 300.000,00

Assim como outros exemplares desta lista, a FE TI XX combina fibra de carbono, um baixo peso (apenas 200kg) e um motor de alumínio muito potente para garantir velocidade. São mais de 2000 cilindradas, traduzidas em 228 cavalos de potência.

Existem apenas 13 motos desta construídas desde a sua criação em 2007, todas feitas sob encomenda e personalizadas.

7. Dodge Tomahawk – US$ 550.000,0

Ela não é a moto mais cara do mundo, mas é a mais rápida: a Tomahawk atinge nada menos que 563 km/h apesar de mais de 600kg, por causa das suas mais de 8000 cilindradas no motor e 500 cavalos de potência. Acredita? 

Por outro lado, outras características muito particulares desta moto é o fato de que ela tem 4 rodas e um visual que parece saído de um filme de ficção científica.

6. Lauge Jensen Goldfinger – US$ 850.000

A Goldfinger é uma moto que impressiona pela sua exuberância: com um quadro folheado a ouro e cravejado com diamantes, que com certeza foram a causa do seu valor disparar, ela pode não ser a moto mais cara do mundo, mas certamente parece ser.

De origem dinamarquesa, a Goldfinger decepciona quem deseja uma moto potente. Afinal, seu motor de 1807 cilindradas chega apenas a 3200 rpm.

5. Harley Davidson Cosmic Starship – US$ 1.000.000

Achou que passaríamos por uma lista em busca da moto mais cara do mundo sem citar a Harley Davidson? Impossível!

A princípio, esse modelo de motocicleta foi customizado pelo artista americano Jack Armstrong, o que aumentou e muito o valor do veículo graças à aplicação do seu padrão cósmico ao corpo da moto. Ela se tornou uma verdadeira obra de arte, única e inconfundível!

4. Medusa de Tarhan Telli – US$ 1.000.000,00

Quer entender o segredo do valor da Medusa? A sua composição diz tudo: ela é feita de nada menos do que ouro branco e dourado. Essa moto, que não tinha como ficar de fora da disputa de moto mais cara do mundo foi uma encomenda do turco Tarhan Telli e tem inspiração na mitologia grega – daí o seu nome.

Porém, todo esse glamour tem um custo. A Medusa ficou com nada menos que 318kg, para um motor de 1800 cilindradas e 125 cavalos de potência.

3. BMS Nehmesis – US$ 3.000.000,00

Em terceiro lugar, batizada em homenagem ao dono da BMS (uma empresa de customização de motos), chamado Sam Nehme, essa chopper partiu da Yamaha Royal Star e foi totalmente renovada em um trabalho que durou 6 meses e manteve apenas o motor.

Multipremiada, nesse processo ela ganhou várias peças folheadas a ouro e uma suspensão impressionante, que abaixa ou levanta a moto em quase 25cm, permitindo que ela seja estacionada sem a necessidade de um suporte lateral.

2. Ecosse ES1 Superbike – US$ 3.600.000,00

Em segundo lugar na nossa lista de moto mais cara do mundo não é muito bonita, mas é impressionantemente leve: são apenas 120kg, graças a peças feitas em fibra de carbono e um motor de 200 cavalos, capaz de chegar a 370km/h.

Aerodinâmica, ela foi desenvolvida por engenheiros da Fórmula 1 para permitir que o motorista mantenha seus joelhos próximos ao corpo, o que traz conforto e controle na direção. 

1. Neiman Marcus Limited Edition Fighter – US$ 11.000.000,00

Surpreendentemente, o preço da moto mais cara do mundo assusta mesmo: são nada menos do que 11 milhões de dólares! Apesar de bonita, ela não é a mais rápida desta lista, chegando a 305 km/h. Ainda assim, é uma motocicleta potente, que combina peças leves feitas de titânio, alumínio e fibra de carbono.

Em primeiro lugar,  temos a Neiman Marcus, que inovou no quesito design com um veículo cujo corpo é uma peça única e baseado nos relógios vendidos em suas lojas de roupas. Existem apenas 45 unidades dessa moto no mundo.

A moto mais cara do mundo: ícones de todos os tempos

1949 E90 AJS Porcupine – US$ 7.000.000,00

Eventualmente, o preço dessa moto mais cara do mundo (ou quase!) pode ser facilmente explicado: só 4 delas foram fabricadas, todas durante o período da Segunda Guerra Mundial. Ou seja, o valor da E90 Porcupine está diretamente relacionado ao fato de que ela é uma raridade e uma antiguidade, exposta há 20 anos no National Motorcycle Museum, na Inglaterra, onde foi construída.

Sobretudo, acompanhando a tecnologia da época, ela conta com 550 cilindradas no motor. E, para os curiosos, a sua marca é a britânica Associated Motor Cycles.

Hildebrand & Wolfmuller – US$ 3.500.000,00

Ela definitivamente não é potente, mas ganhou espaço nessa lista por um fator histórico: essa motocicleta é nada menos que a mais antiga já produzida, criada em 1894 por dois engenheiros de máquinas a vapor.

 

E a moto mais cara do Brasil, qual é?

Afinal, ficou curioso para conhecer as cifras da realidade brazuca? Então, veja qual é a moto mais cara do Brasil!

5. Ducati Superleggera V4 – R$ 700 mil

Outra Ducati Superbike, agora com um valor bem mais “acessível”.

4. BMW HP4 Race – R$ 495.000

A moto mais cara da BMW é bem leve e parece preparada para acelerar a qualquer momento. Impressionante!

3. Ducati Panigale V4 R – R$ 250.000

Em terceiro lugar, para uma Ducati, parece até acessível, não é mesmo?

2. Harley-Davidson CVO Limited – R$ 177.300

Em segundo lugar, mais uma Harley-Davidson para marcar o espaço dessa marca tão conhecida.

1. Honda Gold Wing Tour – R$ 162.812

Em primeiro lugar, essa moto mais cara da Honda é mais barata que todas as da nossa lista internacional e mais bonita do que várias também!

 

Em conclusão, agora que você já sabe tudo e mais um pouco sobre a moto mais cara do mundo, que tal continuar aprendendo sobre esses veículos? Na Escola do Mecânico, você aprofunda os seus conhecimentos com os nossos artigos sobre o que é ensinado no curso de mecânica de moto, sobre como funciona a injeção eletrônica em motocicletas e sobre 5 dicas para se tornar um ótimo mecânico de motos. Aproveite e boa leitura!