Quando falamos em avanços tecnológicos no setor automotivo, o motor de carro é um dos equipamentos que apresenta grandes evoluções. Afinal, a busca por veículos mais eficientes e menos nocivos à natureza é constante.

Diante disso, o mercado já evoluiu do motor convencional para motores elétricos e híbridos. Mas, afinal, quais são as principais diferenças entre eles? Abaixo, vamos falar um pouco sobre cada um dos tipos de motores. Confira!

Motor de carro convencional, elétrico e híbrido: qual é a diferença?

Conheça os tipos de motores de carro

Os carros híbridos e elétricos estão ganhando cada vez mais espaço no Brasil. Afinal, esses modelos já são capazes de diminuir a emissão de gases tóxicos na atmosfera.

Porém, não é só isso que diferencia os modelos híbridos e elétricos dos motores de carro a combustão. Na verdade, são várias as diferenças entre esses três tipos de automóveis.

Para entender um pouco mais sobre eles, reunimos abaixo as principais informações sobre cada um. Continue a leitura para saber mais!

O motor de carros convencionais  

Quando falamos em motor convencional, estamos falando do motor de combustão interna. Ou seja, para que ele gere movimento, é preciso injetar uma mistura de ar e combustível dentro dele.

Essa mistura causa uma pequena explosão, assim o pistão sobe, gerando movimento do veículo. Todo esse processo desde o recebimento do combustível pelo motor até a sua liberação na atmosfera chama-se ciclo Otto.

Por ser um modelo convencional, esse tipo de motor pode ser abastecido com facilidade, uma vez que existem postos de combustível por todos os lugares do país. Além disso, para encher o tanque são necessários apenas alguns minutos. Essa praticidade é uma das vantagens deste tipo de motor.

Outro ponto positivo é o valor de produção, quando comparado aos outros tipos de motores. E isso acaba interferindo no valor final do veículo.

No entanto, a grande desvantagem desse modelo de motor de carro é a poluição. Isso porque o processo de queima de combustível causa a emissão de gases tóxicos na atmosfera.

Com a crescente preocupação com os efeitos do aquecimento global, esse modelo convencional passou a ser substituído pelos motores elétricos e híbridos.

O motor de carros elétricos

Os motores elétricos são alimentados por uma bateria recarregável e, por isso, precisam de eletricidade para gerar movimento. Essa é uma das principais vantagens do motor de carro elétrico, uma vez que elimina completamente a emissão de gases tóxicos na atmosfera, já que não realiza a combustão.

Além disso, a ausência de sistema de exaustão reduz consideravelmente o nível de ruído feito pelo veículo. Por isso, também diminui o impacto na poluição sonora.

Outra vantagem é que esse modelo de carro é bem mais econômico quando comparado ao consumo de combustível pelo motor convencional. Calcula-se que esse equipamento elétrico tem um aproveitamento de cerca de 95% da energia, enquanto um motor de combustão pode chegar a 30%.

Apesar de usar uma tecnologia mais complexa, um carro elétrico possui menor número de peças em sua construção. Isso reflete diretamente no baixo custo da manutenção do veículo.

Outra vantagem notável nesse automóvel é a função de aproveitamento energético no uso dos freios. Isso porque a maioria dos modelos possui um sistema de freio regenerativo, onde parte da energia de frenagem vai para a recarga das baterias.

No entanto, a autonomia desse tipo de motor de carro ainda é uma preocupação para os fabricantes e continua sendo objeto de estudos. Outro ponto negativo são os pontos de recarga no Brasil.

Para quem deseja ter um modelo desse, é preciso desembolsar também um alto valor para a instalação de um carregador de baterias, sem contar os custos das recargas.

Se a opção for recorrer aos postos de recarga públicos, as alternativas também se restringem a poucos locais espalhados pelo país.

O motor de carros híbridos

Os carros híbridos são capazes de unir as qualidades dos motores movidos a combustão e elétricos em um pacote mais acessível. Por isso estão conquistando cada vez mais o mercado.

Como o nome já sugere, esse tipo de carro usa dois tipos de energia para o funcionamento do motor: um combustível e uma fonte energética, como a eletricidade. É essa característica que faz com que ele seja a junção dos dois motores anteriores.

Esse tipo de motor possui três tipos de configurações: paralelo, em série e misto. No caso dos paralelos, tanto o motor de combustão quanto o elétrico movem o carro.

Já na configuração em série, apenas o motor elétrico traciona as rodas. Para isso, o motor de combustão funciona como um gerador, alimentando a bateria que armazena a energia usada pelo motor elétrico.

O modelo misto, por sua vez, tem uma central eletrônica que decide como mover o carro: com o motor de combustão, elétrico ou uma combinação de ambos.

Como nós citamos anteriormente, na maioria dos carros híbridos o motor a combustão gera energia de recarga para a bateria. Assim, apenas os híbridos de modelo plugin precisam ser carregados na tomada. Os demais são automaticamente carregados pela combustão. 

Outro ponto positivo é que esse modelo conta com sistemas de desaceleração e frenagens para recuperar as baterias em determinadas situações. Além disso, dependendo do tipo de uso do carro, um híbrido pode ser até 30% mais eficiente do que um carro de motor convencional.

Entretanto, as baterias usadas em carros possuem uma vida útil que pode variar de acordo com o fabricante. Mas, você pode utilizar a bateria gasta em outras funções, como para armazenar energia em instalações que gerem eletricidade por meio da luz solar.

Aprenda mais sobre o funcionamento de cada tipo de motor

Como você pode ver, além de diminuir a emissão de gases poluentes, os carros elétricos e híbridos já apresentam grandes benefícios. Além disso, o funcionamento desses modelos é bem diferente do que estamos acostumados.

Por isso, é preciso que os profissionais do setor também entendam sobre o funcionamento desses automóveis para garantir a manutenção. Quer saber mais sobre cursos de mecânica automotiva? Clique aqui e conheça mais sobre a Escola do Mecânico.