Com a rotina cada vez mais corrida, muitas pessoas passaram a investir nas motocicletas. Além de práticas para o dia a dia, esse tipo de veículo é supereconômico. Pensando nisso, se tornar um mecânico de motos pode ser interessante para aumentar a clientela do seu negócio.

Então, confira abaixo tudo o que você precisa saber para incluir esse tipo de serviço na sua oficina. Veja só! 

Mecânico de motos 5 dicas para se tornar um profissional de sucesso

5 dicas para se tornar um mecânico de sucesso

Com a grande concorrência do mercado, não basta apenas oferecer diferentes tipos de serviços. É preciso atuar com qualidade e realizar um atendimento diferenciado para se destacar e fidelizar clientes. 

Então, se você quer saber mais sobre o assunto e se tornar um mecânico de motos de sucesso, veja só essas 5 dicas para colocar em prática. 

1. Invista na sua qualificação 

Como falamos acima, é preciso oferecer um serviço diferenciado e de qualidade para atrair novos clientes e fidelizá-los. É por isso que investir em cursos profissionalizantes é essencial para saber mais sobre mecânica de motos e se destacar no mercado de trabalho. 

Além de ser uma oportunidade para aprender diferentes técnicas e aperfeiçoar o atendimento, um curso de mecânica possibilita que você ofereça uma cartela maior de serviços. Consequentemente, você atrairá novos clientes e poderá aumentar o lucro do seu negócio. 

É por isso que a Escola do Mecânico oferece cursos completos para você se tornar um mecânico de motos ou aprender novas técnicas para aplicar no seu negócio.

Além disso, durante as aulas são realizadas simulações que preparam o profissional para situações reais. Assim, você finaliza o curso mais preparado para colocar as técnicas em prática. Saiba mais sobre o curso de mecânica de motos clicando aqui.

2. Saiba quais serviços oferecer 

Para atuar como mecânico de motos é necessário conhecer as especificidades desse tipo de veículo. Abaixo, listamos algumas demandas que você pode oferecer na sua oficina. 

2.1 Lubrificar a corrente 

É comum que os motociclistas deixem de fazer a lubrificação da corrente devido às marcas temporárias que o procedimento pode deixar nas rodas traseiras. No entanto, a maioria dos fabricantes recomenda que esse procedimento seja feito a cada 500 km rodados.  

Sendo assim, é papel do mecânico de motos lembrar que a lubrificação é importante para o bom funcionamento do veículo e para evitar gastos ainda maiores. 

2.2 Calibrar os pneus 

Assim como nos carros, a calibragem dos pneus interfere em diversos aspectos da motocicleta. Por isso, o ideal é que você realize esse procedimento a cada 15 dias, sempre com a pressão determinada pelo fabricante. 

No caso das motocicletas, existem algumas particularidades para calibrar o pneu. Para rodar na cidade, por exemplo, a pressão deve ser diferente daquela recomendada para dirigir nas estradas. Além disso, quando o motorista leva outra pessoa na garupa, o pneu traseiro deve ser calibrado com maior pressão. 

2.3 Acertar as suspensões 

A suspensão é essencial para o conforto, segurança e desempenho das motocicletas. Por isso, o mecânico de motos deve saber analisar essa parte do veículo para regular as molas e a suspensão sempre que necessário. 

Para isso, é muito importante saber mais sobre o parafuso e a porca principal. Na roda traseira, essas peças ficam na parte de cima do amortecedor, enquanto que na roda da frente a compressão pode ficar em cima e o parafuso do retorno embaixo.

2.4 Conferir cabos de freio e embreagem 

Os cabos da motocicleta devem ser trocados em caso de ressecamento, desgaste, quebras, mau contato ou qualquer anormalidade que prejudique o seu funcionamento. Por isso, é importante verificar a qualidade dessas peças e orientar o motociclista sobre este cuidado com o veículo.

3. Mantenha-se atualizado 

Com o avanço tecnológico, os veículos passam por grandes mudanças e inovações. É por isso que estar atento às novas tecnologias e tendências é fundamental para oferecer serviços de qualidade. 

Além disso, quando você está por dentro das novidades é possível se preparar com antecedência, atrair novos clientes e sair na frente dos concorrentes.

4. Monte a sua estrutura adequada 

Para oferecer serviços de mecânica de motos é preciso contar com diversas ferramentas e equipamentos adequados para realizar um bom atendimento. Por isso, o primeiro passo é levar em conta o seu espaço da sua oficina e todos os recursos que pretende oferecer. 

Isso porque, caso você queira abranger uma gama maior de serviços, alguns itens serão necessários, como um scanner para sistema de injeção eletrônica, por exemplo. Você também pode precisar de máquina de limpeza de injetores, alinhador de chassi, analisadores em geral, dentre outros. 

Por isso, é fundamental escolher um espaço que permita realizar esses serviços com qualidade e segurança. E claro, na hora de comprar seus equipamentos, opte pelos originais e de qualidade reconhecida.  

Para saber mais sobre os primeiros passos para montar a sua oficina mecânica, você pode contar com o nosso material. Nele, você encontra tudo o que precisa saber para abrir o seu negócio. Clique aqui para baixar, é gratuito!

5. Trabalhe bem o pós-venda

Além de oferecer serviços diferenciados e de qualidade, também é importante trabalhar o pós-vendas para fidelizar os clientes. Para isso, você pode apostar no contato por telefone, WhatsApp ou e-mails para fazer pesquisas de satisfação, por exemplo.

Você também pode apostar em descontos e cartão fidelidade para que os clientes retornem à sua oficina. Essa atenção no pós-venda pode fazer toda a diferença, demonstrando que a sua empresa se preocupa com o cliente. 

Aprenda mais com a Escola do Mecânico

Para aperfeiçoar suas técnicas e oferecer diferentes tipos de serviços, você pode contar com a Escola do Mecânico. Além de cursos para mecânico de motos, aqui você também encontra cursos para diferentes áreas da mecânica e cursos para gestão da oficina. 

Clique aqui e conheça mais sobre os nossos cursos.