Imagine que você ligue o ar-condicionado do seu carro e ele não esteja funcionando bem, qual será a sua próxima ação? Aumentar a potência, não é mesmo? Pois é, isso significa que a manutenção do ar-condicionado automotivo pode evitar que você gaste com gasolina, afinal, quanto mais forte a refrigeração, mais ela consome do combustível.

Esse cuidado com o veículo também evita que o equipamento acumule sujeira e ácaros que podem causar problemas respiratórios nos seus clientes.

Por isso, neste artigo explicamos como e quando fazer uma manutenção de ar-condicionado automotivo.

Além disso, apresentamos os principais tipos de ar-condicionado e trazemos algumas dicas que você pode passar aos seus clientes para aumentar a vida útil deste equipamento. Confira!

Tipos de ar-condicionado veicular

Com a evolução na engenharia automotiva, o ar-condicionado do carro também ganhou cada vez mais tecnologia. Confira os modelos existentes atualmente:

Manual

É o modelo dos carros mais antigos, com a regulagem de temperatura através de botões que apontam para uma escala de azul (frio) a vermelho (para o ar quente).

Digital

O ar-condicionado automotivo é digital quando é possível definir a temperatura exata do funcionamento do ar-condicionado veicular através de um visor numérico. Nesse modelo, a regulagem da temperatura no interior do veículo ainda é feita pelo motorista ou passageiro.

Digital automático

Neste modelo, a temperatura no interior do veículo é regulada automaticamente pelo próprio sistema de ar-condicionado, de acordo com configurações pré-definidas pelo motorista. Dessa forma, ele é capaz de manter a sensação térmica sempre estável.

Esse modelo pode ter como característica duas, três ou quatro zonas climáticas, o que significa que é possível ter regulagens de temperatura diferentes para os bancos da frente e/ou de trás.

Quando fazer a manutenção de ar-condicionado automotivo?

Teoricamente, o momento para fazer a manutenção do sistema de ar-condicionado ideal é aquele indicado no manual do veículo. Esses documentos geralmente apontam que essa atividade deve ser feita ao menos uma vez ao ano ou toda vez que forem percorridos algo ao redor de 20 mil quilômetros, podendo variar de acordo com o fabricante.

Porém, assim como acontece com qualquer outra manutenção preventiva, o ar-condicionado automotivo é um componente que precisa de mais atenção dependendo do uso. Carros que circulam como transporte de passageiros ou que circulam frequentemente em estradas de terra, por exemplo, deveriam verificar o ar-condicionado veicular com maior frequência.

Além disso, outra maneira de saber que chegou a hora da manutenção de ar-condicionado automotivo é se foi identificado algum problema. Entre os problemas que indicam que uma revisão deve ser feita estão:

  • Odores estranhos no interior do carro
  • Problemas respiratórios frequentes no motorista e principais passageiros
  • Barulhos ao ligar o sistema de ar-condicionado 
  • Mau funcionamento do ar-condicionado

Como fazer a manutenção de ar-condicionado automotivo?

Comece pela troca do filtro

Ainda que se trate de uma manutenção preventiva, o ideal é realizar a troca do filtro na manutenção do ar condicionado ao menos uma vez ao ano.

Esse componente impede que a sujeira externa entre para a cabine e, embora possa ser limpo mais vezes ao longo do ano, a troca do filtro deve ser feita tanto para evitar problemas respiratórios como até mesmo mau funcionamento do ar-condicionado.

Lubrifique os componentes do ar-condicionado veicular

Peças como mangueiras, pistões e o próprio compressor podem apresentar algum problema caso fiquem sem lubrificação por muito tempo. Isso tende a acontecer nas cidades frias ou nos meses de inverno, quando o motorista esquece que é preciso que ligue o ar-condicionado como medida de manutenção preventiva ao menos uma vez por semana.

Por isso, o ideal é fazer uma lubrificação manual como parte da rotina de manutenção de ar-condicionado automotivo.

Higienize o interior do veículo

Outra ação importante na manutenção do ar-condicionado é limpar a sujeira acumulada em bancos, tapetes e no restante da cabine. Afinal, já que o sistema de refrigeração faz uma troca do ar no interior do veículo com o externo, a sujeira em suspensão na cabine também pode prejudicar o seu funcionamento.

 

E, além disso, é preciso também higienizar a tubulação do próprio sistema de ar-condicionado.

Verifique se há vazamento do gás refrigerante

Apesar de não ser comum que aconteça, é importante verificar a possibilidade de vazamento do gás refrigerante durante a manutenção de ar-condicionado automotivo, especialmente quando o veículo apresenta problemas com o funcionamento do ar-condicionado.

Se houver algum prejuízo nesse sentido, o recipiente do gás refrigerante deve ser esvaziado e depois integralmente reposto.

3 Dicas para prolongar a vida útil do seu ar-condicionado veicular

1. Ligar o sistema de ar-condicionado nos dias frios

O ar-condicionado veicular precisa ser ligado ao menos uma vez por semana para lubrificar as suas peças.

Por isso, é importante lembrar-se de utilizar o ar-condicionado do carro até mesmo nos dias frios, nem que seja na função de jogar ar quente para o interior do veículo. 

2. Evite esforço desnecessário

Quando você exige que o equipamento trabalhe em condições de intenso esforço, torna-se maior a probabilidade de surgir algum problema com o funcionamento do ar-condicionado.

Por isso, caso você tenha estacionado em algum lugar muito quente, por exemplo, uma boa ideia é abaixar os vidros e andar um pouco para arejar o interior do carro, expulsando o ar quente antes que você ligue o ar-condicionado.

Além disso, outra boa ideia é ligar o ar-condicionado do carro sempre em uma temperatura amena, como entre os 20ºC e os 22ºC, por mais calor que esteja.

Em poucos minutos a temperatura no interior do carro terá se estabilizado sem exigir demais do equipamento.

Por fim, lembre-se de usar a função de recirculação do ar nos primeiros minutos de funcionamento do ar-condicionado, para ajudar o equipamento a resfriar o carro mais rápido.

Todas essas medidas ajudam para que, ao fazer a manutenção do ar-condicionado, você tenha menos gastos em substituição de peças.

3. Desligue o ar-condicionado do carro antes de chegar ao destino

Bastam 10 minutos de antecedência, como o sistema de ar-condicionado funcionando apenas na ventilação: ao tomar esta atitude, você permite que as gotas de condensação do ar gelado sequem.

E por que isso é importante? Porque a umidade gerada por elas estimula a proliferação de ácaros e fungos no interior do veículo, o que pode resultar em problemas respiratórios para o motorista e seus passageiros.

Este conteúdo sobre manutenção de ar-condicionado automotivo foi útil para você?

Então, aproveite para ver outros artigos que te ajudam a manter os carros dos seus clientes em dia, como a hora certa de trocar o pivô de suspensão, dicas para realizar uma troca de óleo e como substituir a mola de suspensão do veículo.

Caso você queira se especializar na área, nós temos também o nosso curso de ar-condicionado automotivo, onde você pode aprimorar seus conhecimentos e quem sabe já sair empregado? Sim, além do curso, temos várias vagas em nosso site Emprega Mecânico! Cadastre-se e acompanhe as vagas.