Um dos pilares para garantir o sucesso da sua oficina mecânica é oferecer serviços variados. Por isso, atender às necessidades de alinhamento e balanceamento de veículos pode ser uma oportunidade de atrair mais clientes. 

Mas, para fidelizar o público é preciso realizar uma entrega de qualidade. Pensando nisso, reunimos aqui algumas dicas que podem ajudar na execução desses serviços. Continue a leitura para saber mais!

Alinhamento e balanceamento: um guia completo para a sua oficina

Importância do alinhamento e balanceamento

Apesar de os dois serviços garantirem estabilidade e maior conforto para a direção do veículo, o alinhamento e balanceamento possuem finalidades diferentes. Por isso, ambos devem ser feitos para o bom funcionamento do carro. 

Também conhecido como paralelismo do eixo, o alinhamento consiste em ajustar os ângulos das rodas seguindo as especificações do fabricante do veículo. Esse serviço possibilita que o volante fique centralizado, sem que o veículo fique puxando para um lado ou para o outro durante um trajeto. 

Dessa forma, o alinhamento ajuda a maximizar o conforto e a segurança do motorista e passageiros. Ele também aumenta a vida útil e o desempenho das rodas, reduz o desgaste irregular dos pneus e ainda garante maior economia de combustível. 

Por outro lado, o balanceamento das rodas é responsável por permitir que as rodas girem sem causar vibrações desnecessárias. Para isso é preciso distribuir o peso de forma igual por toda a roda e pneu, a fim de contrabalançar as diferenças encontradas.

Dessa forma, o balanceamento evita a diminuição da vida útil da banda de rodagem e o desgaste mecânico no veículo. Além disso, ele faz com que o carro não perca a tração e a estabilidade, mantendo o conforto e a segurança do motorista em trajetos lineares. 

Entendeu a diferença entre o alinhamento e balanceamento? Então, veja algumas dicas para realizar os serviços da melhor maneira. 

Guia do Alinhamento

Geralmente, o desalinhamento acontece em situações de impacto como: esbarrar no meio-fio, passar em um buraco ou até mesmo em alguns acidentes mais simples. Entretanto, também pode ocorrer quando há certo desgaste na suspensão. 

É por isso que o alinhamento não só ajusta a posição das rodas do veículo como também impacta nos componentes da suspensão do carro. 

Para realizar o alinhamento do veículo é preciso contar com uma plataforma alinhadora. Ela fará uma leitura dos ângulos de abertura dos pneus previamente medidos e realizará os ajustes mecânicos necessários para equilibrar todas as forças que atuam no carro.

Cambagem e Caster

Os ângulos que devem ser medidos são cambagem e caster. A cambagem é a medida dos ângulos de inclinação vertical da roda em relação ao solo. Já o caster mostra a inclinação do eixo de direção. 

Para saber quais são as medidas dos ângulos de alinhamento dos pneus com a direção é fundamental consultar o manual que acompanha o veículo. 

Embora seja um procedimento comum na revisão para manutenção de um carro, algumas situações específicas podem indicar a necessidade do alinhamento. Ao realizar a troca de pneus, por exemplo, é de extrema importância que o alinhamento seja realizado.

Afinal, é preciso garantir que os pneus estejam posicionados no padrão recomendado para evitar desgastes futuros. O mesmo vale para a troca ou reparo da suspensão e direção do veículo. 

Outro cuidado importante é a calibragem dos pneus quando estão desregulados. Isso também pode causar o desalinhamento do veículo, comprometendo o seu desempenho.  Por isso, é recomendado avaliar e, se necessário, fazer o alinhamento antes de calibrar os pneus.

Para manter o veículo alinhado, alguns fabricantes indicam uma revisão básica a cada 5 km e uma revisão mais detalhada a cada 10km rodados. Dessa forma é possível manter a estabilidade, aumentando a vida útil do veículo. 

Guia do Balanceamento

A manutenção preventiva é fundamental para evitar diversos problemas no veículo. Por isso o alinhamento e balanceamento devem ser realizados dentro do prazo indicado. 

Caso não sejam realizados, podem causar a perda da tração e estabilidade do veículo, reduzindo a vida útil dos pneus. 

Assim como o alinhamento, o balanceamento é importante para garantir mais estabilidade ao veículo. No entanto, esse segundo procedimento é responsável por impedir que as rodas fiquem cambaleantes. 

Para isso, é preciso distribuir corretamente o peso no aro da roda. O procedimento pode ser realizado de duas maneiras: estático e dinâmico. 

Balanceamento estático e dinâmico

O balanceamento estático diz respeito à vibração vertical das rodas. É ele que avalia a necessidade ou não da aplicação de pesos para gerar o equilíbrio. Isso porque o desequilíbrio estático, geralmente, faz com que a roda comece a pular.

Essa vibração pode ser sentida quando o veículo está em uma velocidade próxima de 60 km/h e tende a crescer conforme a velocidade aumenta. 

Já o balanceamento dinâmico é realizado após a aplicação dos pesos, para analisar se ainda existem vibrações. Esse passo é necessário para garantir que as rodas estejam corretamente equilibradas em volume e bem posicionadas. Para realizar essa análise, o conjunto da roda deve estar em movimento.

A principal característica do desequilíbrio no balanceamento dinâmico é que as rodas ficam cambaleantes para os lados. Nesse caso, o desequilíbrio pode ser sentido pelo motorista quando o veículo está a velocidades a partir de 70 km/h e deixa de ser notado a partir dos 130 km/h, em média. 

Assim, como o alinhamento, algumas situações específicas podem indicar a necessidade do balanceamento. Dentre elas, troca de pneus, consertos na câmara de ar por conta de furos, choques contra objetos na pista ou buracos, vibrações excessivas no volante e até mesmo gasto excessivo do pneu.

Por isso, é importante deixar o cliente a par de todas as situações que podem comprometer o alinhamento e o balanceamento do veículo.

Conte com a Escola do Mecânico para aprender mais!

Como você pode ver, o alinhamento e balanceamento são fundamentais para evitar trepidações, deterioração do pneu e distúrbios de direção. Por isso, devem ser realizados corretamente para garantir mais segurança para motoristas e passageiros. 

Então, para ficar por dentro de todas as técnicas e ferramentas necessárias para os serviços da oficina, conte com a Escola do Mecânico. 

Aqui você encontra diversos cursos para aprimorar seus conhecimentos e colocar o seu negócio em destaque no mercado. Clique aqui e veja todos os cursos disponíveis.